[ RESENHA ] Nove regras a ignorar antes de se apaixonar (#1)

Título : Nove regras a ignorar antes de se apaixonar
Autor : Sarah Maclean
Ano : 2016
Páginas : 384
Editora : Arqueiro
Nota : 5/5 + favorito 


Sinopse

A sonhadora Calpúrnia Hartwell sempre fez tudo exatamente como se espera de uma dama. Ainda assim, dez anos depois de ser apresentada à sociedade, ela continua solteira e assistindo sentada enquanto as jovens se divertem nos bailes. Callie trocaria qualquer coisa por uma vida de prazeres.
E por que não se arriscar se, aos 28 anos, ela já passou da idade de procurar o príncipe encantado, nunca foi uma beldade e sua reputação já não lhe fará a menor diferença? Sem nada a perder, a moça resolve listar as nove regras sociais que mais deseja quebrar, como beijar alguém apaixonadamente, fumar charuto, beber uísque, jogar em um clube para cavalheiros e dançar todas as músicas de um baile. E depois começa a quebrá-las de fato.
Mas desafiar as convenções pode ser muito mais interessante em boa companhia, principalmente se for uma que saiba tudo sobre quebrar regras. E quem melhor que Gabriel St. John, o marquês de Ralston, para acompanhá-la? Afinal, além de charmoso e devastadoramente lindo, ele é um dos mais notórios libertinos de Londres.
Contudo, passar tanto tempo na companhia dele pode ser perigoso. Há anos Callie sonha com Gabriel e, se não tiver cuidado, pode acabar quebrando a regra mais importante de todas – a que diz que aqueles que buscam o prazer não devem se apaixonar perdidamente.

Resenha

Calpúrnia Hartwell, aos 28 anos, dona de uma reputação invejável, sempre respeitou os padrões da sociedade e nunca fez o que realmente desejava fazer. Mas qual a finalidade de seguir a risco todas as normas da sociedade se já no ápice da idade para se casar, vive na ala das solteironas do baile?

É claro que tudo tem limites, certo? Depois de ser chamada de uma pessoa passiva, Callie começa a se questionar porque não listar todas as aventuras que já pensou em fazer, aventuras ,as quais, muitas mulheres da alta sociedade não poderiam nem sequer ter em mente. Coisas como Esgrimir por exemplo! Sim, meus leitores, a nossa protagonista vai tentar fazer exatamente isto e muitas coisas mais!

Só que no meio do caminho, eis que surge o famoso e lindo libertino, o marquês de Ralston, libertino que sempre esteve nos pensamentos da Callie. Entre encontros e desencontros, seus caminhos irão se entrelaçar e a mocinha ganhará um companheiro nestas aventuras!

Depois que li esse livro, tive que favoritá-lo! Sem dúvidas, um dos melhores romances de época que eu já li, e sabe por qual motivo? Amigos, que protagonista é essa? Roubou todas as cenas do livro! Impetuosa, corajosa e sem perder sua bondade. Uma personagem que tenta romper com as normas machistas da sociedade, principalmente naquela época, merece total destaque nesta resenha. Eis aqui um exemplo óbvio de uma mulher que questiona as desigualdades entre homens e mulheres da alta sociedade. Quem tem o mínimo de conhecimento sabe como as mulheres tinham que viver de maneira pacata e recatada, a espera de um candidato viável para se casar.

Devo ressaltar e afirmar com total convicção que a Sarah Maclean virou a minha autora favorita de romances de época. A autora mostrou seu talento desenvolvendo cada personagem de maneira única, com seu próprio jeito e encanto! Até os personagens secundários ganham destaque nesta história.

Características do gênero, temos muitas cenas quentes e para quem não gosta, deve saber que a autora detalhou bastante essas partes. Eu não vejo nenhum problema até porque tento ler de tudo um pouco e acho que todos os aspectos da narrativa foram construídos muito bem. O romance é encantador, envolvente e querem uma dica? 

Às vezes, é preciso se arriscar para viver um grande amor e lembrem-se, é só ignorar algumas regras para se apaixonar!

             Assistir a um duelo    
          Jogar em um clube para cavalheiros  
         Beijar alguém... apaixonadamente 
     ...
          ( não necessariamente nessa ordem ) 
                  
"O amor não é unilateral e egoísta. É pleno e generoso, e modifica a vida 
da melhor maneira possível. O amor não destrói, Gabriel. Ele cria."     





15 comentários:

  1. oi, Débora como vc esta?
    não sou fã dos romances de época,
    prefifo os mordernos pq acho q fica mas facil para se
    enquadrar na história talvez pela proximidade, mas parece
    ser engraçado, pelo mesmos quando tento imaginar
    uma manejando uma arma com aqules vestidos enormes e
    se equilibrando nos saltos, deve levar varios tombos.

    http://www.conversandocomolivro.com

    ResponderExcluir
  2. Wallace! Estou bem :)

    É mesmo, foge um pouco do que estamos acostumados, mas é bem engraçado mesmo! Se um dia quiser ler algum romance de época, este está mais que recomendado.

    Obrigada pela visita!

    ResponderExcluir
  3. Oii Déh, adorei sua resenha! As vezes eu nem gosto do livro tanto sim mas sua reseha me cativa hahah <3


    Beijos,
    Natália.

    www.doprefacioaoepilogo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Awwwnn, muito obrigada Nat! Amei saber <3

    ResponderExcluir
  5. Oi! Adorei sua resenha, embora não goste muito de livros/filmes com cenas detalhadas de sexo. Enfim, eu também amei esse último quote, depois de acabar os milhões de livros que tenho pra ler, quem sabe esse não entre em minha lista? haha
    Um abraço
    blogestrelasdepapel.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Letícia! O último quote é lindo né, meu favorito <3! Hahaha, é mesmo, eu só passei a gostar de livros assim por agora. Indico muito a leitura caso queira ler. Obrigada pela visita flor :)

    ResponderExcluir
  7. Oi Débora,
    Tudo bom?
    Eu AMO romances de época... Acho fantástico os cenários, roupas, jeito de falar... tudo... Parabéns pela resenha, fiquei morrendo de vontade de ler a obra...

    Adorei o blog! *-* Estou seguindo-o... E convido você a conhecer o meu cantinho, e se gostar e puder seguir agradeço imensamente...

    Beijinhos

    Lylu - Menina Lylu

    ResponderExcluir
  8. Oi Lylu, tudo bem! Sério? Eu amo também! Antes eu quase nem lia romance de época e agora morro de amores haha. Obrigada <3, fiquei muito feliz com a sua visita :)

    Será um prazer conhecer o seu blog, vou seguir de volta!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Oi Débora, seu blog é muito lindo tb!! :)
    Eu li esse livro e concordo com vc, é um ótimo livro, com personagens que encantam!!
    Super amei a leitura..

    Beijos Mila
    Daily of Books

    ResponderExcluir
  10. Oi Camila! Muito obrigada :), esse livro é um amor né? A autora conseguiu me conquistar!

    ResponderExcluir
  11. Olá!

    Adorei a resenha! Estou louca para ler esse livro! Amo romances de época e saber que você curtiu tanto esse me deixou louca para lê-lo! E muito bom saber que a protagonista é forte e impetuosa!

    Beijos!
    Participe do sorteio do livro Minha Vez de Brilhar + Kit de Marcadores
    http://www.mademoisellelovesbooks.com/

    ResponderExcluir
  12. Olha nem costumo a ler livros assim, dificilmente, mas sua resenha me deixou tentada a conhecer kkkkk e isso não se faz porque a verba tá curta hahaha
    Beijos

    EuVocê&oslivros

    ResponderExcluir
  13. Olá Débora!!!
    A décadas eu ouço falar coisas maravilhosas sobre esse livro e posso dizer que ainda estou em dúvida se leio ele ou não.
    Apesar de adorar histórias com mocinha assim e sendo de época mais ainda, porém ainda tenho minha dúvidas.
    Mesmo assim adorei sua resenha e tenho certeza que o livro deve ser encantador :3

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Oi Débora!
    Você já tinha me dito que esse livro é bom, mas que resenha é essa? Amei!!
    Adoro quando um romance de época traz mocinhas a frente do seu tempo e deixa de lado aquela imagem frágil e delicada rs, acho que esses livros costumam ser os mais engraçados do gênero.
    Você já leu "Ligeiramente Escandalosos" e "A Promessa da Rosa"? Ambos traz mocinhas nesse estilo! ^^
    Adorei sua resenha e vou tentar ler em breve!! Amei a dica :)
    Beijos,

    http://versosenotas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir